Sobre o post sem título

abril 29, 2008 at 3:39 am 1 comentário

Hoje fez um dia lindo. Daqueles dias de céu tão azul, mas tão azul que você acha que pode tocar o infinito. Nem aquela camada de poluição o conseguiu borrar. Me deu vontade de caminhar calmamente pela rua, ver como as pessoas se comportam em um dia tão simples e tão bonito. Coloquei meus óculos escuros e liguei o mp3. Caminhei sincopadamente como se a rua desnivelada desse um pouco mais de charme à Madeleine Peroux. Foi quando avistei um casal, andando harmoniosamente rumo à algum lugar entre o metrô Paraíso e o fim do letreiro do ônibus. Instantaneamente me veio uma pergunta: “Como saber que realmente estamos gostando de alguém ?

Sempre pensei que fosse ser acometida por paixões avassaladoras por todo o tempo da minha vida. Essas que a gente bate o olho e sabe no melhor estilo pá-pum que é isso. Mas ao mesmo tempo que me alimentava, me assustava com os efeitos que as “ditas” paixões avassaladoras causavam em mim. Das duas uma, deixei eu de ser medrosa ou findei um ciclo de paixões platônicamente avassaladoras ? Quer saber ? Pouco importa. A música vai acabar uma hora. Whatever. De vez em quando é bom, mesmo que tardiamente sair dos entretantos e chegar aos finalmentes.

Anúncios

Entry filed under: Uncategorized.

Conversas Paralelas Sobre a Lagarta Listada do Manuel Bandeira

1 Comentário Add your own

  • 1. Maíra  |  maio 6, 2008 às 2:37 am

    Diz-me, diz-me!
    Quantos entretantos serão necessários, oh sábia amiga, para um finalmentezinho sequer???????

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed



%d blogueiros gostam disto: